sábado, 5 de março de 2016

CAPÍTULO III - Nos bastidores do poder muitas discussões acaloradas


Augusto chega a Alegre, um município planejado e em desenvolvimento, administrado por ele com pulso firme.  Ao saber das notícias e do lançamento da candidatura de um desafeto, ficou extremamente irritado. Chamou Nilson, seu assessor pessoal de longa data e pediu que averiguasse os fatos. Ligou para Ernesto e cobrou que o jogo fosse limpo, avisou que também poderia jogar pesado, o que não seria benéfico para ninguém.
Seguramente, o assunto seria responsável por parte do dia de Augusto, que não é um homem que se deixa vencer fácil. Não admite perder e sabe traçar uma estratégia como ninguém. Aproveitou para fazer algumas ligações e apurou algumas fragilidades de Ernesto, pensou que seria positivo ter uma carta na manga.
A notícia repercutiu em todo o meio político, para quem não é do meio, pode parecer pouco, já que não há um só candidato por região, no entanto, para um político do calibre de Augusto era extremamente grave e altamente vexatório. E um homem como ele, jamais deixaria de assumir as rédeas da situação, faria de tudo para reverter e impedir a candidatura de seu desafeto.
Ernesto logo percebeu que sua jogada causaria dor de cabeça. Gilberto não havia gostado nada das conseqüências da manobra política feita, e fez questão de esclarecer com Ernesto que aquele passo colocaria em jogo outras “costuras” políticas que envolviam Augusto, que era uma das mais importantes e respeita liderança da região.
                _ Ernesto, sabe como está sendo difícil convencer o Augusto e ter o apoio dele nas matérias que precisamos aprovar dentro da Assembléia. Fazer uma guerra de braços com ele agora não vai nos ajudar.
                _ Sei disto, Gilberto. Por outro lado, criamos um fato político que promoveu inúmeros questionamentos, na nossa base e na oposição. E isto pode nos favorecer, assim tiramos o foco das questões que estão ganhando espaço na imprensa.
                _ Temos que apurar os fatos, não quero minha administração manchada por irregularidades, que supostamente foram desenvolvidas por outros. Vou afastar todos aqueles que tiverem seus nomes envolvidos em possíveis irregularidades, todos que forem denunciados  pelo Ministério Público serão afastados, ficou claro?
                _ Já entendi. Vou tomar minhas providencias. E vou ligar para o Augusto.
                _ Saio em viagem após o almoço, sugiro que você permaneça e inicie ações para corrigir os problemas que estão ganhando espaço na mídia. Está é a única forma de resolvermos, não é criando outro factóide.
Ernesto sai da sala de reuniões enfurecido, acreditava que demonstrar ao Augusto seu poder de articulação era uma medida positiva, capaz de delimitar espaços. Logo sentiu que a luta com Augusto não seria fácil. Ao chegar a seu gabinete, recebeu a notícia de que seus apadrinhados que estavam em empregos na região do Augusto tinham sido demitidos. Ligou para todos os envolvidos e não obteve retorno positivo.
O momento não era bom, denúncias e desgastes dentro do governo, exposição pública de sua vida pessoal, parecia que Ernesto vivia seu inferno astral. Entre uma reunião e outra, pensou em alguém que poderia ajudá-lo, não perdeu tempo ligou imediatamente para uma parceira com quem não falava desde outro episódio de ordem pessoal.
                _ Preciso da sua ajuda, é muito importante.
                _ Quem é?
                _ Faz tanto tempo que não tem mais o meu número registrado?
                _ Ernesto? Está precisando de alguma coisa?
                _ Preciso que venha até aqui, temos que conversar.
                _ Não tenho nenhuma viagem programada.
                _ Preciso da sua ajuda, preciso falar com você pessoalmente.
                _ Pegue um helicóptero e venha até aqui.
                _ Você está me tratando com tanta frieza, está magoada ainda... Vamos tentar apaziguar isto,  mando um carro para te apanhar, pode ser assim?
                _ Não. Tenho meus compromissos, senhor secretário de estado.
                _ Entendi. Vou tentar resolver de outro jeito, agradeço pela atenção.
Ernesto fica intrigado. Acreditava que seria atendido imediatamente, ela sempre o atendeu. Será que tinha perdido mais uma para o Augusto? A situação se agravava, o dia estava intenso e repleto de problemas. Além dos problemas diários, tinha que resolver as questões políticas, encontrar soluções para situações administrativas que envolviam outros secretários e melindres, conseguir se defender das acusações que estava sofrendo, parecia enlouquecedor.
Conseguir contornar egos é um desafio, qualquer decisão que tomasse iria ferir um aqui e outro ali. A arte da negociação é para poucos, Ernesto era bom nisto. O primeiro e mais importante problema a ser solucionado, era uma crise no alto comando da segurança pública que estava tirando o sono do Governador, cabia a ele equacionar os conflitos  e arrefecer os envolvidos.
No meio político, mais do que em outras áreas, as discussões tem sempre dois lados. As questões partidárias e de território são sempre muito valorizadas. Ao contrário do que deveria ser, nem sempre as atitudes e escolhas tem como foco o bem estar da população, muitas vezes os interesses políticos e partidos se sobrepõe aos interesses da massa.

Ele chamou o alto escalão da Segurança Pública e tentou exaustivamente contornar os problemas existentes entre o secretário da pasta e os comandos das policias, militar e civil. Nem parecia que estavam todos no mesmo barco, eram trocas de acusações e farpas para todos os lados. O principal motivo, o novo comandante da Polícia Militar chegou promovendo uma limpeza no seu efetivo, em 1 mês tinha prendido mais de 100 policiais corruptos. Causando certo descontentamento dentro da corporação. Dentro da Policia Civil a falta de efetivos era o maior problema, os casos de corrupção interna que vinham sendo investigados a todo vapor estavam sendo deixados de lado, com desculpa de número insuficiente de pessoal, para o Secretário de Estado, uma desculpa para acobertar os corruptos que se escondem atrás dos distintivos e coletes.
A pressão era grande, queriam a cabeça do Secretário que por sua vez queria trocar os dois comandos. A posição do Governador era de manter todos e melhorar o relacionamento, ele sabia que todos tinham  certa razão e que mediar um acordo entre eles era menos danoso no momento político que enfrentava. Ernesto tinha esta tarefa para cumprir. Em 30 minutos de reunião, houve só trocas de acusações e exposições dos pontos fracos de um e outro. Para tentar equacionar a situação, Ernesto podia fazer concessões  e as fez.
Determinou a abertura de novos concursos para aumentar o efetivo da policia civil, melhorias nos benefícios e investimento em novos equipamentos. A polícia militar, também receberia novos equipamentos e, finalmente,  um projeto de lei propondo   que as armas apreendidas pudessem ser utilizadas pelas policias seria enviado para a Assembléia.  O Secretário da pasta deveria diminuir os índices de criminalidade, os maiores da última década, e precisava do envolvimento e emprenho de todos. Após estabelecerem prazos e metas, a reunião terminou com um clima menos hostil.

Ernesto saiu exausto, pensando em como conduzir os problemas com Augusto. Tinha que pensar em alternativas rápidas, como precisava conversar com sua antiga parceira ele decidiu ir até a região. Nada melhor do que uma conversa franca  e cara a cara.